Como fazer a transferência de carga (chupeta de carro)?

Quem nunca passou pela situação complicada de tentar ligar o carro e não conseguir, não é mesmo? E, ainda pior, perceber que a bateria arriou e que o veículo não vai ligar mesmo. A solução para o problema parece simples, basta pedir a ajuda de um amigo, parente ou vizinho, que tenha um carro, para realizar a famosa “chupeta”, ou seja, a transferência de energia de um veículo para o outro.

 

A prática é muito comum e realizada diariamente pelas pessoas sem qualquer tipo de preocupação. No entanto, fazer a “chupeta” pode ser arriscado e causar diversos tipos de acidentes, como queimar toda a parte elétrica e, inclusive, acidentes graves com explosões da bateria, se não for realizada da forma correta. Então, para que você esteja preparado, anote as dicas para realizar uma transferência de carga de forma eficaz e, principalmente, segura.

 

  1. Os cabos

A primeira coisa é ter os cabos corretos, que são vendidos geralmente em lojas de autopeças. Se você não entende muito do riscado, não se aventure nos tutorias da internet para fazer esses cabos em casa. Além de, muitas vezes, não ser eficaz, não é seguro e pode resultar em acidentes graves, caso o cabo for mal feito. Por isso, prefira comprar os cabos em uma loja de sua confiança.

 

Os cabos possuem polos positivos e negativos, geralmente identificados com as cores vermelho e preto, para facilitar a ligação.

 

  1. A transferência

Coloque o carro fornecedor perto do carro que irá receber a energia. Plugue o cabo com muita atenção, colocando o positivo no polo positivo e o negativo com o polo negativo. A inversão é extremamente perigosa, por isso todo cuidado é pouco nesse momento. Ligue apenas o veículo que irá transferir a carga e deixe-o ligado por cerca de 15 minutos sem interrupções.

 

  1. O teste

Na hora de testar se o carro que recebeu a carga já está funcionando é importante desligar o carro fornecedor primeiro, sem desconectar os cabos. Depois, ligue o carro que estava sem bateria apenas na chave e aguarde alguns minutos antes de tentar dar a partida. Caso não pegue de primeira, espera um pouco antes de tentar a partida novamente. Insistir em ligar o carro várias vezes seguidas irá arriar a bateria novamente.

 

  1. Garanta a próxima partida

Para que a bateria recupere a energia é importante que o carro fique ligado durante um tempo (cerca de 15 ou 20 minutos) após a realização da “chupeta”, ou que o dono do veículo saia para andar um pouco com o carro. Isso irá garantir que a bateria tenha energia suficiente para dar a próxima partida.

 

Atenção!

A conexão dos cabos deve ser realizada com o máximo cuidado. Se o cabo não estiver bem preso, pode provocar faíscas e, por consequências, explosões, tendo em vista que as baterias liberam gases explosivos. Além de explosões, uma “chupeta” feita de forma incorreta pode causar queima do módulo ou incêndio da parte elétrica dos veículos envolvidos.

 

Na dúvida, não arrisque e procure a ajuda de um especialista.

One thought on “Como fazer a transferência de carga (chupeta de carro)?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 
1
×
Olá,
podemos te ajudar?